Atualizado 10/08/2018

Alisson, Kepa... Contratos milionários expõem valorização recorde de goleiros

Principais transferências na posição movimentam mais de R$ 1 bilhão nesta janela

No futebol, nada vale mais do que o gol. É o ápice da partida, é o garante os títulos e a festa dos torcedores. Mas nesta janela de transferências, não são os atacantes que estão em alta - Cristiano Ronaldo é a exceção à regra. Valorizados mesmo estão aqueles acostumados a impedir a comemoração adversária.

A transferência de Alisson foi impactante. O brasileiro foi, durante 20 dias, o goleiro mais caro da história. O Liverpool pagou € 62,5 milhões para tirá-lo da Roma, e a transação pode chegar a € 75 milhões a depender de metas a serem alcançadas. Por enquanto, a torcida está satisfeita com o investimento. Nem o gol sofrido contra o Torino impediu que o goleiro fosse aplaudido de pé ao ser substituído no primeiro jogo em Anfield.

- O mercado mudou, não é só a posição. Mas de um ano para cá os valores mudaram, e os goleiros acompanharam também. Com os goleiros de alto nível, os valores são esses. Hoje eu sou o mais caro, amanhã posso não ser mais. Isso não é uma coisa tão importante para mim. Lógico que fico feliz de ser valorizado, de me sentir valorizado. Mas o importante é estar num grande clube e ser muito bem recebido por todos - disse o goleiro do Liverpool.

Fonte: Globo Esporte
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções