Atualizado 27/05/2019

Manifestantes fazem ato em apoio ao governo Bolsonaro

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ao menos oito cidades de Santa Catarina tiveram protestos entre a manhã e a tarde deste domingo (26) em defesa do presidente Jair Bolsonaro e de medidas do governo, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, e outras pautas.

Os atos foram registrados na capital catarinense e nas regiões do Litoral Norte, Sul, Norte, Oeste e Vale do Itajaí. Os locais de pontos de concentração e também de caminhadas foram principalmente no Centro dos municípios. Os participantes usavam, principalmente, roupas com cores verde e amarelo. Eles estavam com bandeiras do Brasil, balões, cartazes e faixas. Até a última atualização desta reportagem, os atos eram pacíficos.

Por volta das 15h, ocorreu a concentração dos manifestantes em frente a Catedral Metropolitana de Florianópolis, no Centro. Às 16h, a Rua Padre Miguelinho foi ocupada pelos participantes. As mediações da Praça XV de Novembro também foram fechadas para a realização da mobilização.

Equipes da Guarda e da Polícia Militar (PM) acompanham o movimento e orientam o trânsito na região. A polícia estima cerca de 9 mil manifestantes e a organização divulgou que participaram 10 mil pessoas.

Litoral Norte

 

 

  • Balneário Camboriú

 

A Praça Almirante Tamandaré, em Balneário Camboriú, foi o ponto de encontro por volta das 15h, dos participantes do ato no município, que fica no Litoral Norte catarinense.

Uma caminhada foi realizada pela Avenida Brasil, com o acompanhamento de agentes de Trânsito, da Guarda Municipal e da PM. Um caminhão de som também foi utilizado.

Trechos da Avenida Alvin Bauer até a Rua 1500 ficaram fechados das 15h até 16h45, conforme informou a prefeitura.

Segundo a PM, às 16h40 o ato foi finalizado sem registro de tumultos. A polícia também disse que não irá divulgar os números de participantes.

Já a Guarda Municipal informou que pelo menos 5 mil pessoas compareceram no protesto. A organização não divulgou a estimativa até esta publicação.

Em Joinville, a mobilização se concentrou na Praça da Bandeira, no Centro da cidade, por volta das 16h. Os caminhoneiros também participaram da mobilização e fizeram um "buzinaço". O ato ocorreu até as 17h30.

De acordo com a organização, cerca de 2 mil pessoas estiveram presentes. Já a PM estimou 700 participantes.

 

Sul catarinense

 

 

  • Criciúma

 

A mobilização em Criciúma iniciou por volta das 16h, na arquibancada fixa na Rua da Gente, localizada ao lado do Parque das Nações Cincinato Naspolini.

Uma caminhada no percurso de 2,5 quilômetros foi realizada até o Terminal Central, local onde foi encerrado o protesto. Conforme a organização, 3 mil pessoas participaram da manifestação. A Polícia Militar não falou oficialmente sobre números.

Oeste catarinense

 

 

  • Chapecó

 

Em Chapecó, no Oeste catarinense, o encontro do grupo ocorreu na Praça Coronel Bertaso, no Centro. Por volta das 15h30 foi realizada uma caminhada pela Avenida Getúlio Vargas.

Segundo a organização, 1.200 pessoas participaram do ato e a PM registrou 350. A dispersão do público ocorreu por volta das 16h10 e não houve tumulto, conforme a PM.

Um grupo de manifestantes também se concentra desde as 15h30 em frente a Prefeitura de Blumenau, no Centro. A Guarda Municipal de Trânsito fechou o trânsito na Rua Padre Roberto Landel de Moura, no trecho que fica próximo do prédio da administração.

Foi realizada uma caminhada pela Rua XV de Novembro, por volta das 17h15 e a mobilização terminou às 17h45.

Os organizadores informaram que 5 mil pessoas estiveram no ato. Ainda não há levantamento do número de participantes feito pela PM

  • Brusque

 

Um grupo também reuniu em frente a Prefeitura de Brusque, na Praça Sesquicentenário, no Centro, às 15h. A polícia não informou o horário da dispersão do público. Segundo a organização, cerca de 250 pessoas participaram e a o levantamento da PM indicou 400 participantes.

 

  • Gaspar

 

Em Gaspar, a concentração dos manifestantes ocorreu às 9h em frente da Igreja Matriz São Pedro Apóstolo, no Centro. Segundo a organização, houve a participação de 200 pessoas. Já a PM calculou cerca de 100.

Também foi realizada uma caminhada pelo Centro da cidade. Por volta das 11h, os manifestantes cantaram o hino nacional e encerraram o protesto.

Conforme a PM, que deslocou uma equipe para o local, a manifestação seguiu pacífica e não houve tumulto. Durante a passeata, a circulação dos veículos ficou em meia pista, mas não provocou reflexo no trânsito, informou a polícia.

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções