Atualizado 27/03/2019

Morre Rafael Henzel, jornalista que sobreviveu à queda de avião da Chapecoense

Rafael Henzel estava jogando futebol com os amigos, quando sofreu um infarto

Rafael Henzel era um dos sobreviventes do acidente com avião da Chapecoense (Foto: Arquivo Pessoal)
Rafael Henzel era um dos sobreviventes do acidente com avião da Chapecoense (Foto: Arquivo Pessoal)

O jornalista Rafael Henzel morreu na noite desta terça-feira (26) em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Ele sofreu um infarto enquanto jogava futebol com amigos, foi socorrido e encaminhado de helicóptero ao Hospital Regional Oeste, mas não resistiu. Em 2016, o profissional ficou conhecido no país e no mundo por ser um dos sobreviventes do acidente aéreo da Chapecoense. Henzel tinha 45 anos. Ele deixa a esposa Jussara e um filho, Otávio, 14 anos.

A morte foi confirmada pela Rádio Oeste Capital FM, onde ele trabalhava. Em mensagem aos ouvintes, o jornalista Marcinho San contou que Henzel jogava futebol com amigos quando "sofreu um infarto fulminante".

O Hospital Regional divulgou nota informando que Henzel morreu às 21h10min desta terça. Diz que ele chegou na casa de saúde com parada cardiorrespiratória, "vítima de um mal súbito durante jogo de futebol com amigos e colegas de imprensa de Chapecó". "Todas medidas para ressuscitação cardiorrespiratória foram adotadas, resultando inexitosas", frisa o comunicado.

​Rafael Henzel foi um dos seis sobreviventes do acidente aéreo da Chapecoense, em 29 de novembro de 2016. Ele ficou 15 dias no hospital na Colômbia e mais uma semana em Chapecó. Teve uma lesão no pé e passou por tratamento até melhorar e voltar a trabalhar — e até a jogar futebol. Um dos momentos marcantes foi a narração do amistoso entre Brasil e Colômbia, ao lado do narrador Galvão Bueno, da TV Globo.

O acidente matou 71 das 77 pessoas que estavam à bordo. Entre as vítimas estavam jogadores, membros da diretoria, jornalistas e parte da tripulação. Henzel foi o único profissional da imprensa a sobreviver.

O Grupo Condá de Comunicação, dono da rádio em que Henzel trabalhava, também divulgou nota na noite desta terça. "Por hora, a perplexidade e a dor falam mais alto. Rafael será sempre o nosso Rafa, um apaixonado por Chapecó, pela Chapecoense e pelo seu trabalho."

Logo após a confirmação da morte de Rafael Henzel, clubes, atletas, jornalistas e torcedores usaram as redes sociais para lamentar a perda do profissional.

Nesta quarta-feira (27), a Chapecoense tem jogo marcado contra o Criciúma pela Copa do Brasil. O clube encaminhou pedido à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pedindo o adiamento da partida. Segundo a NSC TV, o time do Sul de SC já teria manifestado que aceita adiar o confronto. Porém, ainda não há uma confirmação da CBF.

Fonte: Diário Catarinense
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções